PM chega a 50 horas de voo em buscas por helicóptero que desapareceu em SP

Notícia publicada em: 8 de janeiro de 2024

Polícia Civil também auxilia a Força Aérea Brasileira na operação de busca
O Comando de Aviação da Polícia Militar completa nesta segunda-feira (8) uma semana de apoio à Força Aérea Brasileira às buscas pelo helicóptero com quatro pessoas que desapareceu em 31 de dezembro, após deixar a capital com destino a Ilhabela, no litoral norte.
Desde 1º de janeiro foram mais de 50 horas de voo com os helicópteros Águia 12, 24 e 33. Nos voos, a baixa altura e velocidade reduzida, são empregados cinco PMs. Os helicópteros sobrevoaram as regiões de Paraibuna, Natividade da Serra, Redenção da Serra, Serra do mar de Caraguatatuba e São Luiz do Paraitinga.
O roteiro dos voos é definido com base em informações que chegam pelo 190 ou 193, ligações para Base de Aviação de São José dos Campos do Comando de Aviação, pedido de averiguação de locais pelo avião da FAB e contato com moradores da região quando afirmam terem visto ou ouvido algo que possa indicar a presença da aeronave.
Além disso, o Corpo de Bombeiros já verificou alguns locais pontuais em que o Águia não pôde ir por conta das más condições meteorológicas.
A Polícia Civil também tem auxiliado a FAB nas buscas pela aeronave com o helicóptero Pelicano e drones que são usados para mapear a região. No entanto, ainda não foi localizado nenhum indício da aeronave desaparecida.