Os moradores do Vale do Paraíba estão enfrentando um problema alarmante relacionado à qualidade da água fornecida pela Sabesp.

Notícia publicada em: 19 de dezembro de 2023

Os moradores do Vale do Paraíba estão enfrentando um problema alarmante relacionado à qualidade da água fornecida pela Sabesp. Desde a semana passada, centenas de pessoas têm relatado um forte odor na água que chega às suas casas, semelhante ao azeite de oliva. Moradores de Pindamonhangaba, Taubaté, Caçapava, Roseira e Aparecida enviaram várias reclamações para a organização Vale em Ação, relatando o problema.

Prefeitura de Caraguatatuba prepara operação especial de limpeza urbana na temporada de Verão

Nesta terça-feira, o mau cheiro ainda persiste, e algumas pessoas nos informaram que sentem um gosto terrível na boca após consumirem a água.

Ao entrar em contato com a Sabesp, a empresa não trouxe alívio para os moradores. De acordo com a Sabesp, não há nenhum registro de anormalidade em relação à qualidade da água fornecida aos municípios. A empresa garantiu que a água é potável e está dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Para lidar com situações específicas como essa, a Sabesp solicita que os afetados forneçam o endereço completo para que uma equipe possa verificar o abastecimento. As solicitações podem ser feitas pelos telefones 195 ou 0800 055 0195, pelo WhatsApp 11-3388-8000 (mensagens de texto) ou no site agenciavirtual.sabesp.com.br.

Diante dessa situação, é crucial que a Sabesp conduza uma investigação detalhada para identificar a causa do odor e do gosto desagradáveis na água fornecida aos moradores do Vale do Paraíba. Além disso, é fundamental que a empresa mantenha uma comunicação aberta e transparente com a população, fornecendo atualizações regulares sobre as investigações e as medidas tomadas para resolver o problema.

Veja mais: Prefeitura de Caraguatatuba investe R$ 1,2 milhão com Operação Verão e recepciona policiais militares