O que fizemos em 2023

Notícia publicada em: 13 de dezembro de 2023

Nossa equipe técnica multidisciplinar elabora conteúdo técnico diário para publicações em nossas redes sociais, assim como uma Carta de Negócios Ambientais mensal sobre temas relevantes. Para isso, nós aplicamos nossa experiência, realizamos pesquisas, organizamos e participamos de eventos no Brasil e em outros países. Consideramos que isso é uma importante contribuição da ECCON e seus especialistas para toda a sociedade.

Esta carta destaca o que foi feito durante o ano de 2023 pela equipe da ECCON. Convidamos você à leitura e, caso haja algum tópico que lhe salte aos olhos, pode entrar em contato diretamente conosco.

Nós investimos continuamente na capacitação dos nossos profissionais e na democratização do nosso conhecimento para que a ECCON continue sendo uma empresa referência de consultoria ambiental e inovação.

Investimento em melhorias, pavimentação e recuperação de vias ultrapassaram R$ 332,6 milhões no mês; total passa de R$ 3,6 bilhões em 2023

Consultoria técnica

Em 2023, atuamos em mais de 100 frentes de consultoria técnica envolvendo serviços de ESG, licenciamento ambiental, projetos de carbono, projetos de restauração, monitoramentos com drone, análises de risco, auditorias, preparação de laudos, estudos e memorandos.

Atuamos nos segmentos de carbono florestal, energia renovável, agronegócio, restauração, biodiversidade, infraestrutura, alimentos, celulose, portos e navegação.

Publicações e eventos

Este ano, preparamos e compartilhamos 12 Cartas de Negócios Ambientais por e-mail e mais de 300 publicações em nossas redes sociais.

Disponibilizamos nossas políticas e códigos que foram desenvolvidos a fim de conferir transparência e confiança para nossa equipe, fornecedores, parceiros e clientes. Para acessar, basta clicar aqui.

Ao longo do ano também foi criado um calendário sobre as datas anuais importantes relacionadas à temática da diversidade, sendo publicados textos para as redes sociais, demonstrando o engajamento da ECCON na pauta de inclusão.

Estivemos presentes em eventos, discussões e cursos que aconteceram no mundo todo. Nosso conhecimento adquirido ao longo de nossa experiência também foi compartilhado em palestras, lives e em nossos canais de comunicação.

Realizamos um webinar sobre o mercado de carbono, contando com a participação da Reservas Votorantim, Volkswagen Climate Partner e Pinheiro Neto Advogados, evento que teve um grande público online e foi transmitido em nossos canais do Youtube e LinkedIn.

Yuri Rugai Marinho, Sócio Diretor da ECCON, participou de eventos de grandes instituições e de debates sobre temas do mercado ambiental. Foi palestrante convidado no evento “Abordando experiências práticas sobre Pagamentos por Serviços Ambientais”, realizado pela Escola de Artes, Ciências e Humanidade (EACH), da USP; e juntamente com Marcelo Stabile e Laís Candido ministrou o curso “Imersão em Carbono Florestal” online e presencialmente no Legado das Águas, realizado em parceria pela ECCON, DC Associados, Reservas Votorantim e Trevisan Escola de Negócios .

Nossa equipe também participou dos eventos “Estratégias de ESG: Desenvolvimento de projetos de carbono florestal e a regulação do mercado”, que foi organizado pela CREA-GO e que contou com a participação presencial, como palestrante, de nossa coordenadora de carbono Daniela Gennari, assim como esteve presente no evento “Acesso ao mercado de carbono para pequenos e médios produtores rurais brasileiros: recomendações para governos subnacionais” realizado na AYA Hub, em São Paulo; do evento “Lei Antidesmatamento Europeia e seus Impactos para o Brasil” acompanhado presencialmente por nossa coordenadora de regulação Marina Monné, em Brasília”; e da palestra sobre “Empreendedorismo em prol da sustentabilidade no agronegócio” para os alunos de pós graduação da UNIDERP do Mato Grosso do Sul, em que nosso gerente de carbono Marcelo Stabile foi um dos palestrantes.

Participamos de audiências públicas no Senado Federal, na Comissão de Meio Ambiente e na Comissão Mista de Mudanças Climáticas. Fomos convidados para participar de eventos no Palácio do Planalto e no Ministério das Relações Exteriores sobre Carbono e Projetos de Lei de temática ambiental.

Em maio, nossa gerente de ESG, Julia Lenzi, participou do evento World Circular Economy Forum 2023, sediado em Helsinki, Finlândia, no qual foram abordados temas de conservação de florestas e bioeconomia.

A ECCON participou de eventos online relacionados à temática ESG, nos tópicos “Green Taxonomies” (Taxonomias Verdes), fundamentais para o futuro corporativo, e metodologia para contabilização de carbono no escopo 3.

Nossa coordenadora de ESG, Tatiana Aguiar, participou do evento “Inovation day – tecnologia e representatividade na agenda ESG no Cubo Itaú” no qual pode discutir, ao lado de representantes de corporações e startups, quais são tendências de boas práticas sobre representatividade aplicadas aos processos e modelo de negócio das empresas, e como a inovação e tecnologia podem auxiliar na jornada dessas entidades e demais organizações.

A ECCON esteve presente no webinar promovido pela FGV denominado “ESG, Agenda 2030, equidade de gênero e desenvolvimento sustentável”. O evento proporcionou o debate a respeito do seguinte questionamento: “É possível alcançar o desenvolvimento sustentável, sem equidade de gênero”.

Em uma das reuniões gerais da comunidade ECCON, foi abordado o tema “ESG e a diversidade sexual”. Nesta ocasião, foi falado sobre a relação do ESG, mais especificamente a parte social, com as pautas da diversidade, trazendo um pouco do panorama atual e como a empresa pode se tornar ainda mais diversa.

No mesmo sentido, em outra oportunidade, foi apresentado à equipe ECCON o conceito de “viés cognitivo”, como ele atua na tomada de decisão e ainda a sua relação com os preconceitos implícitos vinculados aos marcadores de raça, gênero, classe, orientação sexual entre outros.

A ECCON esteve presente no lançamento do livro “Sustainability Challenges of Brazilian Agriculture”, no INSPER, obra em que Marcelo Stabile escreveu dois capítulos e fez parte da mesa de debate no lançamento do livro.

No âmbito do licenciamento ambiental, nossa gerente de projetos Maria Cecilia e a coordenadora Camila Olival estiveram presentes nos eventos de referência do setor de energias renováveis. A 15° edição do Fórum Nacional Eólico, em Natal/RN, discutiu os principais aspectos regulatórios, econômicos, e o futuro da geração eólica no Brasil. Na sequência, o LASE 2023 apresentou os aspectos sociais e ambientais de projetos diversos, trazendo decisores para debater a pauta ambiental de maneira estratégica. Em ambos os eventos, pudemos acompanhar com nossos clientes e parceiros os avanços alcançados pelo setor de energia em termos de regulação, tecnologias e boas práticas, fortalecendo ainda mais a qualidade dos nossos serviços. Vale destacar que, em 2023, a ECCON ampliou em 100% sua atuação em projetos de licenciamento ambiental.

Na grande mídia brasileira, fomos destaques em interessantes reportagens da Globo News, Grupo Bandeirantes, CBN e SBT. Confira:

Mais reportagens em nosso site: https://ecconsa.com.br/imprensa/

Reconhecimentos

Este ano, a websérie Preservadores no Brasil foi reconhecida pelo Pacto Global da ONU como uma iniciativa de geração de impacto positiva. A série também recebeu o reconhecimento pelo Brasil Pelo Meio Ambiente, uma iniciativa da Amcham que divulga as melhores práticas empresariais sobre preservação ambiental no Brasil. O Preservadores no Brasil foi apontado em painel da COP28 em Dubai.

Esse projeto foi ampliado e conta, atualmente, com 2 episódios no formato de curta metragem documental, sendo o primeiro retratado na Fazenda Santa Luzia no bioma Mata Atlântica, e o segundo na Fazenda Serra no bioma Cerrado, produzido via Lei de Incentivo à Cultura e patrocinado pela CBMM. O projeto vem registrando, de forma cinematográfica, histórias e desafios enfrentados por quem preserva o meio ambiente. Mais do que um filme sobre preservação, ‘Preservadores no Brasil’ traz o protagonismo de pessoas que de forma independente atuam preservando os biomas brasileiros.

Preservadores no Brasil – Episódio Cerrado
Nosso escritório sustentável, construído a partir de critérios ESG, recebeu reconhecimento da United Nations Environment Programme no World Environment Day 2023 como uma iniciativa que combate o desperdício de materiais, especialmente o plástico.

Tecnologia e Inovação

Em 2023, fizemos uma importante aquisição para nossos serviços envolvendo tecnologia e inovação. Além de equipamentos com tecnologia de ponta, como o drone Matrice 300RTK e sensor Multiespectral, a ECCON agora dispõe de sensor LiDAR, mais uma ferramenta para obtenção de dados qualitativos e quantitativos da vegetação de maneira remota, principalmente na estimativa de biomassa florestal. Com isso, ampliamos nossas frentes de atuação em áreas de floresta nativa, áreas de restauração florestal e setores do agronegócio.

Nesse sentido, buscando aperfeiçoar seu conhecimento sobre a aplicação de drones para obtenção indicadores ecológicos em diferentes perfis de áreas, nossa equipe técnica esteve em peso no evento MundoGEO Connect 2023, que abordou as novidades sobre tecnologia embarcada, plataformas de processamento de dados e provedores de soluções usando satélites e outras ferramentas.

Na mesma linha, participamos do 1º Seminário Internacional de Sensoriamento Remoto aplicado à Mensuração Florestal, no Espírito Santo, que reuniu pesquisadores renomados para o compartilhamento de estudos inovadores sobre novas metodologias apoiadas, fundamentalmente, no uso do sensoriamento remoto, buscando aprimorar a capacitação da ECCON na realização de inventários florestais por meio do uso de drone e LiDAR.

Implantamos nosso Banco de Dados Geográficos aumentando nossa capacidade de processamento de grandes volumes de dados espaciais. Aplicamos de forma concreta essa análise em diversos projetos, principalmente envolvendo a automatização de análises de Cadastros Ambientais Rurais de centenas de imóveis em poucos minutos, e de viabilidade técnica para os projetos de carbono, de forma padronizada. Essa análise será escalada para outros setores de atuação da empresa.

Experiências internacionais

O ano de 2023 foi marcado pela presença internacional da ECCON, tanto em formato presencial quanto remoto. Nosso Sócio Diretor, Yuri Marinho, esteve presente em Nova York com nosso gerente de carbono Marcelo Stabile para participar do “Brazil Climate Summit”, na Universidade de Columbia, Pacto Global da ONU, Assembleia da ONU e diversos eventos do Climate Week NYC.

A ECCON realizou dois eventos em parceria com a Reservas Votorantim que foram parte da agenda oficial da Climate Week NYC em Nova York. O primeiro deles foi intitulado Fostering Forest Carbon Credits in Brazil: Perspective and Case Studies, no qual foi lançada a segunda versão da metodologia de Pagamento de Serviços Ambientais denominada PSA Carbonflor, sendo também discutidas as perspectivas e experiências dos projetos de REDD da ECCON (REDD Carbonflor, REDD Pantanal e REDD Cerrado). O segundo evento, intitulado Market opportunity: high integrity Brazilian forest carbon projects era fechado e focado em vendas de créditos de carbono para os investidores. Ambos os eventos ocorreram no escritório da Votorantim em Nova York.

A ECCON expandiu suas fronteiras, através de nossa gerente de ESG, Julia Lenzi, e passou a integrar o time de empresas que fazem parte da Norrsken Barcelona, o que significa abraçar a ideia de que as novas tecnologias e o empreendedorismo podem andar de mãos dadas com um impacto global positivo. Com isso, a ECCON também cria mais um vínculo do Brasil com a União Europeia.

No final do ano, nosso Sócio Diretor e Fernando Montanari, gerente de expansão, foram até Dubai para participar da 28ª Conferência das Partes da Convenção do Clima, a COP28, onde participaram de mais de cem eventos e reuniões, incluindo painéis formais de discussão sobre os acordos climáticos. Assista aqui o painel em que Yuri Marinho abordou a experiência da ECCON com soluções baseadas na natureza.

Pagamento por Serviços Ambientais e Carbono

O ano de 2023 foi bastante produtivo na área de carbono, com um crescimento significativo da equipe no decorrer do ano. O projeto REDD Carbonflor foi submetido à Verra em março. Passou por consulta pública em abril, e está finalizando o processo de validação e verificação, com os primeiros créditos esperados no início de 2024.

Durante o ano, também avançamos com o desenvolvimento do REDD Pantanal e lançamos um edital de chamamento para agregar novas propriedades aos projetos de REDD Carbonflor e Pantanal. A equipe de campo fez sete viagens para visitar as áreas e para informar e consultar as comunidades sobre o projeto. As equipes de Geo e Jurídico fizeram análises de viabilidade para carbono de áreas que até o momento já passaram de 700 mil hectares.

O lançamento da segunda versão da Metodologia do PSA Carbonflor marca um momento importante da ECCON. Depois de uma primeira apresentação e consulta pública em 2022, a ECCON se debruçou sobre os comentários e sugestões, aprimorando significativamente a metodologia do PSA Carbonflor, a qual pode ser vista aqui. Nela, há mais de 10 indicadores de Serviços Ambientais que são valorados e que geram o título Carbon+.

Esta segunda versão da metodologia foi lançada em Nova York durante a Semana do Clima e foi apresentada na Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura. Buscando dar escala ao PSA Carbonflor, também submetemos a metodologia para apreciação por uma certificadora internacional.

Iniciativas de Sustentabilidade

As políticas internas da ECCON foram revisadas sob uma perspectiva de diversidade e inclusão, ajustando todos os documentos que a compõem, quais sejam: Código de Conduta do Fornecedor; Código de Conduta; Política Anticorrupção; Política de Sustentabilidade. Foram adequados os termos e a linguagem, assim como inserções visando tornar a ECCON mais inclusiva.

Observando o aumento no volume de análise de fornecedores de biomassa, a equipe de ESG se dedicou a aprimorar a metodologia de auditoria já estabelecida, tornando-a mais célere, eficiente, dinâmica e econômica.

A equipe de ESG se aprimorou na pesquisa de legislação sobre as cadeias de fornecimento de commodities no exterior, em especial nas regulações da União Europeia e dos Estados Unidos. Nesse aspecto, a equipe constantemente se atualiza com as regulações ambientais específicas para seus clientes em suas áreas de atuação.

Estamos apoiando um projeto relevante no desenvolvimento de um conjunto de iniciativas de sustentabilidade que têm como objetivo o fomento de restauração e adequação ambiental em áreas de terceiros, como forma a mitigar o efeito das mudanças climáticas, colaborando com produtores rurais e comunidades na geração de cadeias produtivas mais sustentáveis.

A equipe de ESG também realizou a estruturação de relatório de sustentabilidade; estruturação e aplicação do novo procedimento de Verificação Simplificada para a auditoria, buscando otimizar a análise dos documentos encaminhados pelos Implementadores; e a elaboração de um e-book sobre nosso principal programa de restauração.

Tivemos êxito na elaboração de dois importantes relatórios para nossos clientes envolvendo a cultura do cacau: relatório de rastreabilidade e relatório de legislações brasileiras, europeias e estadunidenses.

Expansão e Casa Nova

A ECCON tem crescido mais de 150% ao ano desde 2020. Para acompanhar esse crescimento acelerado e orgânico, foi necessário buscar um novo escritório para acomodar as grandes ideias e talentos da empresa.

Escolhemos um imóvel de fácil acesso a transportes públicos, serviços e deslocamento, que comporta nossa constante expansão e oferece uma boa infraestrutura para nossa equipe, visitantes e clientes. Fica no bairro de Pinheiros, o local preferido das startups de São Paulo.

Com o objetivo de integrar diversos pontos de vista, criamos em 2022 um Comitê de Reformas, formado por nossos colaboradores e especialistas para tomar decisões que cumprissem da melhor forma possível os princípios ESG, ou seja, ambientais, sociais e de governança responsável. Assim, foi priorizada a integração do corporativo com o meio ambiente, visando o alcance do carbono neutro e incorporando áreas verdes em seu design. O Comitê discutiu por 3 meses e organizou as ideias sobre o projeto do novo escritório, construindo em conjunto um ambiente que condiz com as necessidades e aspirações da equipe.

Nesse contexto, criamos um espaço de criação e inovação (“ECCON LAB”), localizado bem no centro do escritório. Será nosso coração.

Quando demos início à transição do escritório, retiramos do novo local os materiais que não poderiam ser reaproveitados e o seu gerenciamento foi planejado: doação para instituições especializadas em reciclagem ou destinação final adequada.

Tudo o que foi instalado no novo escritório foi planejado em detalhes para que gere o menor impacto ambiental possível. Priorizamos fornecedores regionais que prezam pela sustentabilidade em seus produtos, bem como o uso de materiais alternativos aos tradicionais, que são ecológicos e recicláveis – como ecogranito, madeira de demolição e plástico biodegradável. Os fornecedores foram analisados e auditados para garantir a qualidade desejada. A distribuição de luz natural e a utilização de lâmpadas LED também foram consideradas a fim de gerar menos energia e evitar a emissão de CO2.

Também trouxemos boa parte da mobília e dos equipamentos do escritório antigo, os quais já haviam sido adquiridos com essa preocupação de continuidade do uso.

Com todo esse esforço, temos muita satisfação de ser não apenas uma empresa de serviços de ESG, mas uma empresa com ESG em sua identidade.

Atuação

Com sede em São Paulo, atuamos em todo o território nacional. Nossos clientes têm sede no Brasil e em 10 outros países do mundo.

Equipe

ECCON foi fundada em 2014 e, desde então, inova e fortalece o mercado de negócios ambientais e de consultoria ambiental no Brasil. Nossos profissionais possuem formação nas melhores faculdades do Brasil e experiência técnica para oferecer serviços dinâmicos e com graus diferentes de especialização.

Além dos trabalhos para nossos clientes, desenvolvemos tecnologia e serviços para a comunidade internacional. Somos parte em projetos relevantes de geração de energia renovável, reflorestamento e geração de créditos de carbono, o que nos insere como uma das principais instituições de impacto positivo no setor ambiental.