Casa de Vidro ganha exposição permanente da coleção de arte popular dos Bardi

Notícia publicada em: 8 de dezembro de 2023

O Instituto Bardi abre no próximo sábado, dia 09 de dezembro, às 13h, na Casa de Vidro, a exposição permanente de arte popular e tecidos de Lina Bo e P. M. Bardi. A exposição, resultado da Parceria de Fomento CAU/SP – Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo, reúne centenas de objetos de uso doméstico, ferramentas, bonecos, cerâmicas e uma variedade de outras peças que traduzem o gosto do casal Bardi pelo fazer humano, em especial, do povo brasileiro.

Em setembro 2022, o “Projeto de Conservação e Expografia: Coleção de objetos e tecidos de arte popular de Lina Bo e P. M. Bardi foi contemplado no edital de chamamento público 006/2022 PAT – Cultural, Apoio à Assistência Técnica a Preservação de Patrimônio Cultural e às ações do CAU/SP que visa reconhecer e valorizar a atuação de arquitetos e urbanistas no processo de preservação e conservação de bens culturais para além das edificações.

Governo de SP e Sebrae organizam ‘aulão’ de empreendedorismo para estudantes

O projeto buscou solucionar questões museais relacionadas à conservação e exposição de objetos de valor cultural e histórico, reunidos em armários nas dependências da Casa de Vidro e desconhecidos do público visitante, pesquisadores, profissionais e sociedade em geral.

 

Nesse contexto, os arquitetos Marcelo Ferraz e André Vainer que integraram a equipe de Lina Bo Bardi, elaboraram um plano de conservação para os armários do vestuário da arquiteta, conhecido como closet de Lina, em resposta aos desafios de espaço e condições ambientais adequadas para compartilhar com o público parte da coleção de objetos e tecidos de arte de popular dos Bardi.

 

Com o projeto, dois armários foram transformados para receber a exposição permanente na Casa de Vidro, com objetos que já viajaram o mundo em mostras de importantes museus e foram apresentados na exposição inaugural da sede do MASP na avenida paulista em 1969: “A mão do povo brasileiro”, com curadoria e design expositivo de Lina Bo Bardi. A exposição foi realizada no museu também em 2016.

 

Para o curador do Instituto, Renato Anelli, a exposição permanente reforça um traço importante do casal Bardi que é gerar conhecimento e compartilhá-lo. “Já o projeto, no contexto do PAT, incentiva a preservação da memória cultural do país, contribuindo para ampliar a percepção da arquitetura e do papel do CAU/SP nesse campo”, comenta Anelli.

 

O projeto foi idealizado por Anna Carboncini, conselheira do Instituto e responsável pelo acervo dos Bardi por quase duas décadas, que morreu em novembro de 2022.

 

Serviço:

Exposição permanente de arte popular e tecidos do casal Lina Bo e P. M. Bardi

Abertura: 09.12 às 13h

Visitação: quinta a sábado

Horários: 10h, 11h30, 14h e 15h30

Agendamento: visita@institutobardi܂org܂br

Parceria de fomento Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU/SP)