Atualizações do Google reduziram tráfego para sites de pirataria

Notícia publicada em: 5 de janeiro de 2021

As últimas atualizações do algoritmo do Google ajudaram a reduzir o tráfego de pesquisa para sites de pirataria ao longo de 2020, como os que oferecem downloads ilegais de filmesmúsicas e outros conteúdos. A constatação vem de um estudo publicado pelo TorrentFreak na última sexta-feira (1º).

Atualizações do Google reduziram tráfego para sites de pirataria

O levantamento, feito em parceria com a empresa de rastreamento de pirataria MUSO, mostra que os sites de torrents perderam cerca de um terço das visitas oriundas do buscador entre dezembro de 2019 e novembro de 2020.

Conforme o relatório, a tendência de queda no tráfego dos motores de busca para estes sites começou em janeiro, mesma época em que a gigante de Mountain View lançou um dos updates do algoritmo. Em seguida, houve um breve aumento nas pesquisas, entre março e abril, causado pelo início da pandemia do novo coronavírus.

Já em maio, uma nova queda foi notada, mesmo com as pessoas se mantendo em casa. Desta vez, a redução no tráfego de pesquisa para torrents foi de 20%, segundo a publicação, coincidindo com o lançamento da atualização principal do algoritmo do buscador, no dia 4 daquele mês.

Site confirma queda no tráfego

A Google não confirma oficialmente que as atualizações do seu algoritmo tenham relação com a queda no tráfego de pesquisa para os sites de pirataria. Mas de acordo com a empresa responsável pelo relatório, há uma clara relação entre os dois fatos.

TorrentFreak afirma ter ouvido do operador de um dos maiores sites de torrent da atualidade que houve uma redução de 35% nos acessos originados do Google em 2020, praticamente ratificando os dados levantados. Conforme a publicação, a pessoa não sabia do estudo feito.

A empresa cita ainda que além do algoritmo, outros fatores podem ter contribuído para a diminuição dos acessos às páginas de pirataria em 2020, como a menor oferta de novos conteúdos, por causa da pandemia.

Fonte:  TorrentFreak/Reprodução