Brasil registra 217 mortes por covid-19 em 24 horas - Vale em Ação
  • 7 de dezembro de 2021 08:09
Artes-gráficas-banner-topo
Anuncie-aqui-vale-em-ação
VALE EM AÇÃO - 1198X369PX

Brasil registra 217 mortes por covid-19 em 24 horas

ByVale em Ação

nov 20, 2021

As secretarias municipais e estaduais de Saúde registraram, em 24 horas, 8.833 casos de covid-19 e 217 mortes resultantes de complicações associadas à doença. Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada neste sábado (20).

Com isso, o número de vidas perdidas para a pandemia chegou a 612.587. Ainda há 2.858 mortes em investigação, situação ocorre pelo fato de haver casos em que o paciente faleceu, mas a investigação sobre a causa demanda exames e procedimentos posteriores.

VEJA TAMBÉM

TREMEMBÉ REALIZA EXPOSIÇÃO INTERATIVA DE FOTOS EM COMEMORAÇÃO AOS SEUS 125 ANOS

Com os novos casos registrados, o número de pessoas que contraíram covid-19 até hoje chegou a 22.012.150. Estão em acompanhamento 181.824 casos de pessoas que tiveram o quadro de covid-19 confirmado. Até esta quinta-feira, 21.217.739 pessoas já se recuperaram da covid-19.

Os números em geral são menores aos domingos, segundas-feiras e nos dias seguintes aos feriados por causa da redução de equipes para a alimentação dos dados. Às terças-feiras e dois dias depois dos feriados, em geral, há mais registros diários pela atualização do acúmulo de dados.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, o estado com mais mortes por covid-19, até o momento, é São Paulo (153.460), seguido por Rio de Janeiro (68.832), Minas Gerais (56.023), Paraná (40.749) e Rio Grande do Sul (35.940).

Os estados com menos óbitos resultantes da doença são Acre (1.845), Amapá (1.996), Roraima (2.039), Tocantins (3.908) e Sergipe (6.040).

Boletim Epidemiológico
Boletim Epidemiológico – 20/11/2021/Divulgação Ministério da Saúde

Vacinação

Até o início da noite de hoje, o sistema do Ministério da Saúde marcava a aplicação de 297,9 milhões de doses no Brasil, sendo 157,3 milhões da primeira dose e 128,4 milhões da segunda e da dose única. Foram aplicados 11,5 milhões de doses de reforço.

Edição: Claudia Felczak

Por Agência Brasil – Brasília

 

Iniciar conversa
Estamos online