Após 33 Anos, Professora Se Divide Pelo Amor à Profissão e Aposentadoria

Notícia publicada em: 27 de maio de 2024

Amar o que se faz é inspiração para muita gente, mas também é um forte impeditivo quando chega a hora de parar. A professora Regiane Molica Amadei de Oliveira vive este dilema e sente estranheza após 33 anos dedicados ao magistério, e sua aposentadoria está prestes a acontecer.

Com formação em educação para séries iniciais e artes visuais, além de possuir pós-graduação em Gestão Escolar, Direito Educacional e Educação Especial, Regiane atua há 25 anos no Sistema Municipal de Ensino de Taubaté. Desde 2020, é responsável pelo setor da Equipe de Atenção à Diversidade Escolar (EADE Pertença) e irá permanecer até a publicação da aposentadoria.

Cine Pop traz “Capitão Astúcia” para Ubatuba em sessão gratuita

“Tenho muito orgulho de fazer parte deste setor, que desempenha um papel crucial na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes e no fortalecimento da parceria entre família e escola. Neste setor encontrei profissionais apaixonados pela educação, assim como eu, por isso não poderia encerrar este ciclo em melhor lugar”, disse a professora.

Sobre sua atuação, a psicóloga e coordenadora do Conselho Tutelar, Silvana Rocha, diz: “Tive a imensa honra de trabalhar junto com a Regiane, estreitar com ela os mais nobres laços na conquista do nosso objetivo na proteção integral da criança e do adolescente. Prontamente, em qualquer caso, Regiane nos atendeu, sempre esteve conosco. Sempre muito preocupada, muito atenciosa”.

Silvana lembra música de Vinicius de Moraes – se todos fossem no mundo iguais a você – e, se referindo à professora que está prestes a se aposentar, opina: “Teríamos uma melhora significativa na dignidade, na atenção, no profissionalismo e no amor”.

Locais de Trabalho

A trajetória profissional da docente teve início em 1991 como professora de educação infantil no município, tendo lecionado também na capital paulista entre os anos de 1993 e 1997. No ano seguinte, ao retornar para Taubaté, Regiane trabalhou como voluntária em uma sala multisseriada do ensino fundamental na extinta EMEF Macuco, na área rural. E em 1999 passou a integrar oficialmente o quadro de professores da Secretaria da Educação.

Na rede municipal lecionou nas séries inicias do ensino fundamental em diversas escolas, entre elas EMEFs Anita Ribas de Andrade, Prefeito Álvaro Marcondes de Mattos, Prof. Cláudio César Guilherme de Toledo e Vereador Joaquim França. Nos anos de 2006 e 2007 aceitou o desafio de ensinar alunos da classe de aceleração, composta por crianças e adolescentes com idades entre 9 e 14 anos que não estavam alfabetizados. “Essa experiência consolidou ainda mais minha escolha pela carreira docente.”

Em 2008, assumiu a direção da EMEF Vereador Pedro Grandchamp. Quatro anos depois, integrou a equipe gestora da EMEF Anna dos Reis Signorini (Sedes) e, em 2013, assumiu como diretora escolar da EMEF Cônego José Luiz Pereira Ribeiro, onde permaneceu até fevereiro de 2018, quando passou a compor o quadro de supervisão escolar.

Pets da Feira de Adoção do CCZ derretem corações dos visitantes